segunda-feira, 20 de maio de 2013

Por Tudo O Que Não Houve

Texto encomendado por Beatriz Cristina
baseado na música Choro -Jeito Moleque 





Distribuo sorrisos de mentiras enquanto estou quebrada por dentro porque já entendi que o resto do mundo não pode compreender a minha dor. E como poderia? Se o resto do mundo tem a sua própria dor para cuidar? Então eu vou fingindo que já apaguei do meu corpo o rastro de seus dedos, que já apaguei da alma o rastro da sua presença e do meu coração também já apaguei o rastro daquele nosso amor. E de tanto fingir vou me acostumando a não sentir sua falta na maior parte do tempo. Finjo que não te encontro naquela música que foi nossa, finjo que não sinto seu perfume nos lugares mais inusitados, e finjo que não dói a falta das suas ligações me desejando boa noite e perguntando como foi meu dia sem você. Meus dias sem você tem sido terrivelmente iguais, na mesma monotonia chata, mas é você quem já não se importa mais.


E aí, de vez em quando, eu ainda choro. Choro sozinha abraçada ao travesseiro. Choro encolhida em algum cobertor. Debaixo do chuveiro, no meio da noite, quando sei que ninguém nota e eu não preciso justificar toda a minha dor. Já faz tempo e vão falar que eu tenho essa mania minha meio masoquista de não saber pontuar e dar um fim ao que já acabou. Não desminto a minha dificuldade de colocar pontos finais nem que isso acaba por confundir minha história com vírgulas sem sentido na minha tentativa frustrada de evitar o fim. Fins são inevitáveis, fins são difíceis e eu não aprendi a lidar. Mas nesse momento não choro porque acabamos, porque você saiu batendo a porta e destruiu todo o nosso amor. Não. Já deixou de ser por isso há muito tempo. Agora, aqui, eu choro por tudo aquilo que não aconteceu.

Choro pelos filhos que a gente não teve e não demos os nomes que tanto pensamos. Choro pelos sonhos que a gente não realizou, que ficou em suspenso, esquecidos numa agenda velha em algum canto qualquer. Choro por aquela música que não fala da nossa história e aquele poema que não vai fazer para mim. Choro pelas declarações que não fizemos, o “eu te amo” que ficou agarrado em minha garganta esperando uma próxima vez que não aconteceu. Choro por aquele brinde que a gente não fez, pelo vestido de noiva que não usei, o terno que você não colocou, a aliança que não comprou e o sim que não dissemos. Choro pelo que ainda esta em suspenso, o amor que ficou, o ponto que não foi dado e a porta que você trancou.

E enquanto finjo que já esqueci e estou seguindo em frente, eu choro por tudo –tudo mesmo que não vivemos e que já acabou.



Se você tem alguma sugestão ou gostaria de algum tema ser tratado aqui, basta me pedir, pelo twitter (@nanzcampos -estou sempre lá, falando sozinha), pelo e-mail (nanzcampos@gmail.com) ou, se também prefere não ser identificada, há também o meu ask (ask.fm/nanzcampos)

10 comentários:

  1. cara, que lindo! :')

    "E enquanto finjo que já esqueci e estou seguindo em frente, eu choro por tudo –tudo mesmo que não vivemos e que já acabou."

    ResponderExcluir
  2. LINDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!

    Como é bom encontrar blogs lindos pra se admirar e se encantar com as historias.

    Já virou um dos meus blogs favoritos e OBRIGADA por fazer este blog =)

    ResponderExcluir
  3. Caramba que texto lindo!Só poderia vir de você mesmo né?
    Teus textos sempre deixam uma vontade de ler mais um pouquinho o que vc escreve. Me perco a noção do tempo aqui no teu blog. Preciso nem dizer que sou fã né?HAHA'
    Tudo por aqui me traz uma calmaria inexplicável. Obrigada por sempre me manter com essa sensação de tranquilidade, sensação aconchegante depois de passar por aqui.
    Um dos meus favoritos agora. Parabéns!
    Beijos' <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AAAAAAAAAAAAI GENTE
      como eu posso não amar vocês?

      Excluir
  4. Uau, esse texto seria como uma flechada aguda para mim meses atrás. Hoje já não choro mais, mas só fico pensando nas possibilidades. Cada dia penso menos, isso me deixa feliz. Agora, esse texto cairia super para uma amiga que está passando exatamente por isso. "Por tudo o que não houve" é voltar no passado e ter a certeza se você superou ou não.

    Beijos, Nanda! <3

    ResponderExcluir
  5. Meeu Deus melhor que isso eu acho impossivel !

    T U D O que eu precisava ! Você conseguiu escrever o que eu queria .

    Exatamente isso , to impressionada e sem palavras.

    Nanda muiitissimo obrigada ,o texto ficou MARAVILHOSO , inacreditavel ! Você escreve muito bem e demostra em cada texto o que cada uma sente sem nem saber.
    Não te falo isso porque o texto que eu pedi ficou bom . Eu te falo porque é realmente a verdade.

    Parabéns


    Muito obrigada mesmo , mesmo , mesmo s2'

    Beijos .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AI nossa não sabe como eu fico feliz por voc~e ter curtido tanto
      porque foi mesmo difícil pegar a rima da música
      porque pagode não é minha praia
      <3

      Excluir

Comentários

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Compartilhe