quinta-feira, 25 de abril de 2013

Meu Último recado





Tô te ligando para dizer que estou bem, tá legal? Sei que para você isso pouco importa, mas tô dizendo assim mesmo. Sobrevivi. Apesar de você ter batido a porta, ter me humilhado e rido de mim, apesar de você ter destroçado o que tinha de melhor por aqui e ter esmagado meu coração na sua mão, apesar de você ter dado as costas sem olhar para trás, ter abandonado tudo, destruído tudo, eu tô viva. E, depois de todos esses anos, posso até arriscar que estou bem. Pode até ser que em algum momento eu tenha quase te procurado, me rastejado mais um pouco, ido atrás para tentar nos salvar; pode até ser que passou pela minha cabeça, em meu desespero dos primeiros dias, de acabar com a minha vida. Mas passou. Tá legal?


Passou e levou junto aquela menina estúpida que eu era e que achava que o mundo se resumia a você. Passou e me fez ver que o mundo é muito mais interessante do que uma pessoa só. Passou e levou seu perfume, sua presença e o amor que tinha por você. É verdade que você quase conseguiu me destruir, e destruir aquela bobinha que sonhava em viver um conto de fadas. A bobinha foi destruída sim, você pode comemorar. E agora ela parou de imaginar e foi correr atrás da realidade. E sabe de uma coisa? A realidade pode ser muito melhor do que os sonhos, sabia? Muito melhor do que sonhar com você.

Então, é isso. Tô te ligando para dizer que estou bem. Bem melhor do que quando estava com você. Sem toda aquela complicação, aquelas horas agoniantes de choro, aquela corda bamba que vivíamos e que você chamava de amor. Não era amor. Aquilo era doença. Que estava matando só a mim. Então, valeu aí, por ter tentado me matar saindo da minha vida daquele jeito, tu acabou me salvando. Beleza?

E se por um acaso sentir minha falta, não me liga não que para você tô sempre ocupada. E se por algum motivo me encontrar, finge que não me conhece porque para mim você é só um estranho. E se por alguma razão a saudade daquela menina bobinha que você só iludiu bater, apanhe dela, apanhe muito, até perceber em cada soco, o sonho que você matou. Agora, se nada disso acontecer, melhor ainda para nós dois. Porque acabou mesmo. E eu só tô te ligando para te dizer que estou muito, muito melhor sem você.

10 comentários:

  1. "Sobrevivi. Apesar de você ter batido a porta, ter me humilhado e rido de mim, apesar de você ter destroçado o que tinha de melhor por aqui e ter esmagado meu coração na sua mão, apesar de você ter dado as costas sem olhar para trás, ter abandonado tudo, destruído tudo, eu tô viva"


    Aff, que texto maravilhoso, a minha cara <3
    HAHAHAHAHAHA

    ResponderExcluir
  2. E se por algum motivo me encontrar, finge que não me conhece porque para mim você é só um estranho. E se por alguma razão a saudade daquela menina bobinha que você só iludiu bater, apanhe dela, apanhe muito, até perceber em cada soco, o sonho que você matou. Agora, se nada disso acontecer, melhor ainda para nós dois. Porque acabou mesmo. E eu só tô te ligando para te dizer que estou muito, muito melhor sem você.
    é isso aê. hehehe

    ResponderExcluir
  3. "A bobinha foi destruída sim, você pode comemorar. E agora ela parou de imaginar e foi correr atrás da realidade. E sabe de uma coisa? A realidade pode ser muito melhor do que os sonhos, sabia? Muito melhor do que sonhar com você."

    Putz' Que texto hein Nanda!
    Tem certeza que não me conhece e que esse texto não foi sobre mim? HAHAHAHAHA'
    Tem muuito de mim nesse texto :) rsrs'
    Amei' Lindo lindo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HSAUSAHSAASUSAHSUSAHSUSHA
      vai que foi por transferencia de pensamento?

      Excluir
  4. Boa tarde, amei o seu blog sucesso , Deus seja contigo,
    já estou te seguindo e participando do seu blog. OBRIGADO PELA VISITA
    Curta e participe do meu blog e fan page
    Twitter: https://twitter.com/
    Instagram: *******instagram.com/nequerenreis
    Blog: *******arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Fan Pag: https://www.facebook.com/pages/Batom-Vermelho/490453494347852?fref=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oun, obrigada
      darei uma olhada no seu assim que puder

      Excluir
  5. Cara, que texto sensacional!
    Nossa, Nanda parabéns! Você como sempre escrevendo aquilo que sinto e não consigo expressar rs :)

    "E se por alguma razão a saudade daquela menina bobinha que você só iludiu bater, apanhe dela, apanhe muito, até perceber em cada soco, o sonho que você matou." (Essa parte foi a melhor rs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oun
      sua linda <3
      é o que todas, um dia, sentimos, mais cedo ou mais tarde

      Excluir

Comentários

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Compartilhe