quarta-feira, 24 de abril de 2013

O Lado De Cá Do Nosso Para Sempre

Esse é um texto de resposta ao da Larissa Vieira
No blog Recém Chegada
Para lê-lo, clique aqui




Não me liga não que também dói em mim. Você até pode não acreditar, mas é verdade. E todo esse abismo de silêncios que eu cavei foi o jeito que arranjei de doer menos. Porque sabe, há um coração aqui e esse coração se doou e se doeu por você. E se eu te tirei das redes sociais foi só porque me magoava te ver dividindo outras historias com outras pessoas, era demais para mim. Você acha que não tentei? Ficar aí ao seu lado fingindo que nada aconteceu? Ignorar o que foi dito e a dor que causou só para não abrir mão da amizade? Te dar a mão e seguir contigo até achar o pote de arco-íris que procurávamos?


O lado de cá do nosso para sempre também machuca. E tenho vontade de te ligar e dizer que eu e ele estamos muito bem, que encontramos um ponto de equilíbrio, que já estamos planejando nos casar. E tenho vontade de ir aí na sua casa, sentar no sofá, ver aquele filme que amávamos e colocar nosso papo em dia. Você ficou sabendo que eu mudei a cor do cabelo, comprei outro cachorro e entrei na faculdade? O lado de cá ainda dói, sabe, e eu ainda me pego relendo históricos e revivendo nossas histórias querendo voltar no tempo e te abraçar mais uma vez e dizer que eu te amo. Por um acaso sua nova melhor amiga faz as piadas mais toscas do mundo e te arranca aqueles risos descontrolados? Você ainda ri de tudo? Mas não me liga não que ainda dói aqui o lado de cá desse para sempre. Você pode me julgar por isso –não é o que você sempre fez mesmo? –mas meu jeito de  lidar com a dor é ignorar quem faz doer. Até parece que não sabe, até parece que esqueceu que não sou tão forte quanto você.

E se for para esquecer, vê se esquece meu número, tá? Não liga não que só tá piorando as coisas, me abrindo feridas desnecessárias e me machucando ainda mais. Será que você não entende? Que tudo aquilo que gritamos não pode ser apagado? Foi nessa diferença escancarada que nossa amizade acabou. Não percebeu? Não tem mais para sempre e do lado de cá eu já não aguento mais você querendo colocar tanta reticência nessa história. Chega, tá? Tá doendo aqui. Tá doendo muito e você não faz nem ideia. E se for para fingir eu prefiro fingir que nunca te conheci, porque assim fica mais fácil fingir por aqui, que aquele para sempre também nunca começou. E se não começou não pode haver dor pelo que terminou. Né?

E não me liga mais não, que eu não vou voltar, não vou te atender e também não vou esquecer. E mesmo que você me ache a pior pessoa do mundo, que não acredite no que sinto, tô dizendo que o lado de cá desse para sempre só quer seguir em frente e superar você.

Adeus.

10 comentários:

  1. ... meu jeito de lidar com a dor é ignorar quem faz doer.

    NOSSA, BEM EU ;O


    ME ASSUTEI COM A INTENSIDADE DO LADO DE CÁ HUAHAHUA' E TBM POR SER UM CONTO DE AMIZADE.

    UMA DAS PIORES DORES É O SENTIMENTO REPRIMIDO , RETRANTOU DIVINAMENTE NANDA :)))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, essa é realmente uma das piores dores mesmo :s
      obrigaaaaaaaaaada

      Excluir
  2. ''E não me liga mais não, que eu não vou voltar, não vou te atender e também não vou esquecer.'' Eu!!!

    Perfeito esse texto.

    ResponderExcluir
  3. "tenho vontade de ir aí na sua casa, sentar no sofá, ver aquele filme que amávamos e colocar nosso papo em dia."

    PQP, AI, doeu :(

    <3 que lindo!

    ResponderExcluir
  4. Que lindo! Os dois textos são maravilhosos.
    Super me identifiquei!

    Amei seu blog e já estou seguindo
    Beijooos
    leitoraemlondres.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Comentários

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Compartilhe