segunda-feira, 1 de abril de 2013

Porque Eu Insisto Em Não Ir

Para Minha Pupilo <3 


Curta a fanpage do blog e participem do sorteio de Um Ano De UDCP





Ninguém entende porque eu ainda insisto nessa história nem porque teimo em colocar vírgulas onde pontos foram pingados.  Ninguém entende porque construo novos parágrafos, atropelo minha dor com sorrisos inventados, abro mão da coerência para adiar nosso fim. É, eu sei que nosso fim é inevitável. Talvez até já foi dado; lá atrás quando você mentiu pela primeira vez para mim, lá atrás quando eu te olhei e fiquei me perguntando quem é esse cara que me sorri, que me chama de amor, que me liga no meio da noite.

Você não é mais o mesmo e isso me dá medo. O cara por quem me apaixonei não mentiria para mim, ele tinha os olhos sinceros e sorrisos abertos. Ele não tinha medo porque não tinha consciência pesada. Ele costumava me fazer sentir como se eu fosse a mulher mais linda e amada do mundo, me dava segurança de que o nosso amor era real. Você não é mais o mesmo e eu fico remoendo lembranças para tentar achar quando foi que tudo mudou, em que momento esse cara aí que se tornou te roubou de mim, em qual paragrafo nossa história perdeu o sentido e eu perdi a segurança que sempre achei que tinha para me tornar essa menina frágil e desconfiada que eu odeio ser.


Não sei. Assim como também não sei porque insisto numa história que já deu. É só porque eu ainda te amo. É só porque só a ideia de perder você é insuportável demais para mim. Choro sozinha de um jeito que você talvez nem saiba que eu posso chorar. Quero ficar e lutar por ti e lutar por nós e lutar porque acho que nossa história merece. Por outro lado, tenho meu orgulho, sei até onde vai meus limites, vejo que já acabou. É, eu sei, acabou para gente, juntos, mas ainda não acabou para mim. Eu ainda te amo, ainda te quero, ainda sou louca por você. E não sei o que fazer com esse sentimento então ainda insisto nessa história, atropelando pontos finais com vírgulas e adiando o inevitável fim.

Ninguém entende porque eu ainda continuo segurando sua mão porque ninguém sabe como é insuportável para mim solta-la. Sim, eu sei, uma hora vai ser inevitável. Talvez na próxima esquina, na outra avenida, na porta da minha casa. Até lá, eu fico. Fico sorrindo e fingindo que está tudo bem. Fico rezando, pedindo para que você volte a ser o cara que eu conheci, que eu me apaixonei, que eu nunca seria capaz de abandonar.

Fico, sem dar explicações, sem pedir respostas, porque apesar de já ter visto que terminou eu não consigo parar de te amar. Impossível para mim ir embora e te perder e te soltar. Impossível não insistir só mais um pouquinho, mesmo sabendo que não tem mais jeito, e ficar.

10 comentários:

  1. oooh meu deus que lindoooooooo
    hahaa fiquei esperando sair
    parecem palavras minhas q eu nao escrevii
    perfeitaa
    feee
    sempre te acompanhando
    cyh
    http://cantinhodanina19.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. <3
      Oun, haha, eu particularmente curto esse texto, o que é bastante raro!!!

      Excluir
  2. e eu tentaria e me reinventaria de mil maneiras pra te ter ao meu lado. Ainda que por mais uma única vez.


    Simplesmente lindo <3

    ResponderExcluir
  3. Descreveu a minha vida agora.
    outonosdehortela.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nossa, HSUSAHSAUSASAHSAUSA desculpa??????????????/ hahahaha

      Excluir
  4. Que lindoooooo! Sempre impressionando :)

    ResponderExcluir

Comentários

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Compartilhe