domingo, 28 de julho de 2013

Feliz De Novo

Foi uma novidade boa. Eu sorri sem querer. Há quanto tempo isso não acontecia? Há quanto tempo eu vivia forçando os lábios a mostrarem o amarelo de meus dentes? Só fui perceber quando minhas bochechas de tão petrificadas que estavam, amoleceram facilmente. Ele disse alguma coisa sobre o homem que passou e eu sem nem olhar, sorri. Talvez fosse a entonação ou o gesto que ele fez. Ou simplesmente a forma como ele sorriu, me fazendo sorrir junto.

A gente se despediu e eu fui para um lado e ele para outro. Ainda sorria, confesso. Mas não mais pela piada dele, mas por mim. Eu me sentia bem e impulsionada a viver. Não que eu tenha encontrado o amor da minha vida de repente e não é bem essa a questão, mas sim, que o muro caiu. Feito areia depois de tantos tentarem a força derrubá-lo. Não fez estrago nenhum e muito menos alguém parou para assistir a sua demolição.

Mas eu senti, senti a luz entrar, senti o peso diminuir, senti vontade de conhecer o que ele estava escondendo. Eu sorri. Sorri pra mim, pro carinha bonitinho que tem me feito companhia em troca de nada há algumas semanas, sorri pra uma oportunidade. Oportunidade de ser feliz novamente.




Maria Carolina Araujo, carioca, 20 anos. Apaixonada pelo amor e pelas palavras, por isso decidiu juntar suas duas paixões. Você pode encontrar muitos outros textos dela em miragem-real.blogspot.com.br (eu se fosse você corria lá para ler mais) ou facebook.com/miragemreal"



Gosta de escrever e quer ver seu texto publicado aqui? Mande um e-mail para nanzcampos@gmail.com e aguarde minha resposta.

Um comentário:

  1. Ahh adorei ver meu texto aqui! :)
    Você é uma fofa, obrigada!

    Beijos!

    ResponderExcluir

Comentários

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Compartilhe