quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Foi Bom Enquanto Durou



Escrever este texto está sendo muito difícil para mim, porque além de ter muito o quê te dizer e não conseguir, ainda dói.
 
Você estava fazendo com que eu sentisse novamente aquelas borboletas no estômago, o frio na barriga e as pernas tremerem. E por mais que eu lutasse contra, não adiantava, era tarde demais porque já estava começando a gostar de você, do seu jeito tímido comigo, dos seus carinhos, dos seus beijos, do seu sorriso e do seu cheiro. Estava gostando até mesmo da adrenalina e do perigo de quebrar as regras com você. 

Os meus olhos só queriam encontrar os seus e poder ver o seu sorriso, e minha boca só queria sentir o gosto da sua. Você tomava o meu pensamento, minha mente, meu coração e os protagonistas dos meus textos eram você.

Mas aí acabou. Sem aviso preio ou sinais de que havia algo errado. Acabou um dia depois de você ter me dito que não importava o que as pessoas achassem que você queria era ficar comigo. Acabou da pior e mais dolorosa forma possível. Acabou assim, de repente. 

E doeu. Doeu muito. Por um momento achei que havia uma faca cravada em meu peito, mas não foi uma faca que me feriu, foi você. Foi você quando arrancou meu coração e o despedaçou, arremessando cada partezinha dele para bem longe de mim e mais longe ainda de você. 

E doeu. Doeu muito. Doeu tanto que o meu maior desejo era acordar e perceber que tudo não passou de um sonho ruim, e que assim que eu acordasse tudo teria acabado e ao te ver você me abraçaria e diria que tudo ficaria bem. Mas não. Quando acordei o sonho ruim não passou e quando te vi não era a mim que você abraçava, era a ela. Doeu, doeu  muito. E ainda dói. Dói muito.


Doí porque você me fez acreditar que eu era especial para você, mas agiu por muito tempo como se nada tivesse acontecido. Doí porque apesar de tudo eu te amava e sinto sua falta. Doí porque você me fez encontrar tudo o que eu mais temia: a decepção.


Thalia Gonçalves, 17 anos, Mariana – MG. Futura jornalista e poeta por opção, afinal desde que percebi a minha paixão insaciável pelas palavras e o conforto que elas me oferecem, não parei de tentar dar algum sentindo para os meus sentimentos, desejos e sonhos.

4 comentários:

  1. Oie!! Que texto lindo! Parabens, voce escreve muito bem e olha que voce ta com 17 aninhos!! Muito bom. Beijo
    http://www.verdadeescrita.com/para-todos-que-querem-mudar-de-pais/

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Foi o texto mais lindo q ja li

      Excluir
    2. Ownnt *---* Fico muito emocionada em saber disso ;)

      Excluir

Comentários

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Compartilhe