sábado, 2 de abril de 2016

Aquela que floresce




Ela acordou decidida a florescer. Tirou o pijama, penteou os cabelos, se olhou no espelho: era hora de mudar. Secou as lágrimas que ainda existiam e que molharam o seu travesseiro na noite passada. Não iria chorar mais - não por ele.

Colocou o melhor sorriso que tinha e o seu vestido preferido. Tomou um café quente para aquecer o seu coração frio e vazio - porque foi assim que se sentiu por várias noites seguidas desde que ele decidiu partir.

Se separar nunca foi uma escolha dela, mas, não implorar por um amor, foi. Foi por esse motivo que ela não o pediu para ficar, para tentar ajeitar as coisas, arrumar as gavetas. No fundo já sabia que, mesmo arrumando todas as suas gavetas, não haveria muito que fazer. Havia nelas muitas roupas velhas que precisavam ser jogadas fora e não lavadas.

Foi por acreditar que nenhum amor deveria ser mendigado que o deixou voar como pólen que foi transportado pelo vento. E agora era  a vez dela de ser transportada para outro lugar.

Ao contrário de uma flor, que às vezes precisa de adubo para florir, essa garota necessitava era de coragem. Coragem para finalmente ir ao encontro do que existia além daquele jardim que há tempos não desabrochava uma única flor e estava sendo tomado pelo mato e ervas daninhas. Coragem para colocar no fundo de sua gaveta as memórias e lembranças que ainda estavam frescas em sua mente.

Ela lutou contra o mato e as ervas daninhas, criou coragem e saiu daquele jardim decidida a florir em outro lugar. Sem rumo, sem plano, apenas um objetivo: florescer.

Iria visitar outros jardins, enxergar novas cores, conhecer outros beija-flores e com eles experimentar novos sabores de néctares. Ela iria florescer e não importava se fosse na próxima primavera ou no outono.

Refletiu muito sobre a sua decisão e pensou muitas vezes em desistir, mas não voltou atrás. Ela continuou a caminhar, a princípio com passos lentos, mas prosseguiu.

A jovem garota foi a diversos lugares, visitou belos jardins e descobriu coisas novas.

E ela floresceu no final da primavera, depois de um longo e rigoroso inverno em sua vida, brotando as flores mais lindas que nunca haviam sido cultivadas por ela.

Ela floresceu. Ela sempre floresce. 

7 comentários:

  1. E a primavera trouxe Flores com ela 🎶.. Lembra da música?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha não só lembro como posso responder agora o "quem é ela".

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. O melhor é que no final ela supera, visita outros jardins, conhece outros beija-flores e enfim florece, em outro lugar.
    Parabéns, ótimo texto 👏

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha Lembre-se que: "Ela sempre floresce".
      Obrigada <3

      Excluir

Comentários

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Compartilhe